AlgarveCon - Existe lugar para mais uma?

Os encontros de Jogos de Tabuleiro do Algarve comemoram o seu primeiro ano de exitência no próximo mês de Março.

Como membros da organização destes eventos, colocámos a possibilidade de se fazer um evento com maior impacto a nível nacional, no entanto, durante a LeiriaCon tivémos a oportunidade de falar com alguns dos boardgamers organizadores deste eventos e de outros eventos nacionais, que nos alertaram para a proximidade da data e da TrincaCon em Abrantes.

Sabendo à partida que temos o apoio da organização que nos acolhe mensalmente a Associação Recreativa e Cultural de Músicos em Faro, bem como de outras entidades da região para a realização de um evento de maiores proporções, gostaríamos de colocar as seguintes questões para sabermos a opinião da comunidade nacional de boardgamers:

  1. Existe lugar para mais uma Con em Portugal?
  2. Qual seria a data preferível para uma AlgarveCon?

Agradecemos que participem neste tópico com as vossas opiniões/sugestões ou para o e-mail [email protected]

Aliás... já havia comentado quando é que vocês se chegavam à frente... ;)

Acho muito bem, pois é uma zona que ainda não está muito representada no panorama nacional (das existentes convenções, 2 são a norte do Douro (Porto e Bragança), 1 a norte do Mondego (Aveiro) e 3 a norte do Tejo (Leiria, Abrantes e Lisboa))

Quanto a datas acho que deviam aproveitar para marcar para Junho ou Julho, dando a hipotese assim de alguns de nós a possibilidade de conjugarem a ida ao algarve não só com os jogos mas também com uns diazinhos de praia :D

Just my two cents.

Boa tarde,

Haver lugar ou não para mais uma convenção. No meu entender há e haverá sempre lugar para mais uma convenção, sendo que a qualidade (ou não) das mesmas irá fazer a sua seleção natural.

Datas das convenções atualmente existentes:

LeiriaCon: 27-29 de Janeiro 2012
TrincaCon: 14 de Abril 2012
RiaCon: 20-21 de Maio 2011 (data deste ano por definir)
RuralCon: 18-19 de Agosto 2012
InvictaCon: 8-9 de Outubro 2011 (data deste ano por definir)
LisboaCon: 26-27 de Novembro 2011 (data deste ano por definir)

Ainda não se sabem as datas para este ano das convenções de Aveiro, Porto e Bragança mas, mantendo o que tem sido prática nos últimos anos, as mesmas serão respetivamente em meio/final Maio, início de Outubro e final de Novembro.

Assim sendo, creio que a melhor altura possa ser Junho (feriado de Lisboa dia 13/Junho) ou em Setembro.

Tiago Duarte

Acho que nunca é demais, sobretudo onde não haja ainda representatividade. Permitam-me salientar apenas que a Ludopolis acontecerá nos dias 14, 15, 16 e 17 de Junho (é um evento oficial das Festas de Lisboa 2012). Acontecerá no Jardim Tropical junto aos Jerónimos e terá uma interessante área de Boardgames (Aldeia dos Jogos de Sociedade). Penso que o Festival, ainda que não seja uma "Con" em moldes tradicionais, poderá também ser do interesse de todos pelo seu carácter transversal. Será um evento para o grande público, mas onde não faltarão os jogos de tabuleiro. Os Jardins do Palácio dos Condes da Calheta (séc. XVII e XVIII) serão preenchidos de mesas e jogos. Para mais informação podem consultar www.ludopolis.pt. Happy Meeple

… sendo a data previsível (brevemente definitiva) 20-21 de MAIO!

Como diz o Stormover. A questão é definirem bem o raio de ação do evento. Poucas serão as convenções verdadeiramente nacionais. Só conheço a de Lisboa mas parece-me que na maior parte dos casos quem vai é gente vinda de um raio de, digamos, 70km. Depois, há alguns apaixonados que percorrem o país, ao estilo dos motards do tabuleiro.

Por isso, parece-me que faz sentido pensarem a vossa convenção como um evento direcionado para pessoal do sul, fundamentalmente, mais uns quantos lisboetas com vontade de passear no fds e uns nortenhos aventureiros (não digam, já sei, são todos!).

Eu poria mais um dado na equação: o Algarve tem condições particularmente interessantes para atrair uma clientela específica, os turistas. Se forem para a frente, sugiro que comecem a dinamizar contactos desde já com os grupos de jogadores ingleses, etc. Aliás, a data poderá também ser escolhida tendo em vista levarem à vossa con os turistas que estejam no Algarve ou jogadores das ilhas ou de mais a norte (o norte norte, não o norte baixinho de entre Douro e Minho) com vontade de um fds diferente. Até porque isso poderá talvez facultar apoios da indústria turística.

[quote=sacazul]... sendo a data previsível (brevemente definitiva) 20-21 de MAIO![/quote]

20-21 de Maio? Domingo e Segunda? Confused

...19-20 de Maio! Ainda estamos a equacionar se fazemos 1 ou 2 dias de encontro. O dia 21 é para escreverem os tópicos a dizer bem do encontro!!! :-)

Só faltam as datas para Porto (provavelmente 6 e 7 de Outubro) e Lisboa (Bragança já está marcada há muito).

Quanto ao resto, eu que não sou perito como outros apesar de ter ido a todas as Cons Portuguesas, falo apenas por mim...

Ir a uma Con no Algarve só faria sentido, devido à distância, se o juntasse a um período de férias (talvez uma semanita) na região. Como férias no Algarve é estupidamente caro, normalmente evito-o. Assim, não coincidindo com o tal período de férias, ia ser muito difícil para mim ir até lá.

Parece-me que apontar à captação de turistas pode ser uma boa aposta. Especialmente alemães...

De qualquer modo, acho que nestas coisas muitas vezes o melhor é avançar... Se vamos estar à espera que o pessoal mostre interesse para organizar seja o que for, nunca mais fazemos nada.

Boa sorte!

Para já estamos a pensar assinalar o 1º ano de boardgames em Faro com um evento diferente dos que temos tido habitualmente.

Estamos a pensar organizar um evento que decorrerá durante todo o dia, desde as 9h da manhã até não haver mais forças para jogar.

A data será, dia 31 de Março de 2012.

Serão todos bem vindos, quem tiver interessado em participar no evento ou até na sua organização, não hesite em contactar-nos para o e-mail: [email protected]

Em breve apresentaremos o cartaz e mais informações sobre o evento.

Malta, muito obrigado pelos vossos comentários e sugestões.

Antes de mais...

Warning: Long post! (Admitam, já tinham saudades de um destes! Wink)

Por mim, quanto mais Con melhor, desde que sejam organizadas te uma forma que seja acessivel para quem quer ir visitar de longe. Eu era capaz de alinhar numa dessas (se já fiz 7 horas de autocarro até Bragança para o RuralCon, tambem era gajo para ir fazer uma visita ao Sul.), no entanto hà sempre 3 coisas que eu pessoalmente tenho em consideração em relação às Cons:

  1. Antes de mais... se a Con é um dia ou dois dias... para quem vem de longe é um ponto super-importante, porque não compensa mesmo nada fazer uma longa viagem apenas para aproveitar uma tarde. Ir e voltar no mesmo dia seria muito cansadito (e demoraria demasiado tempo) e se não houver evento nos dois dias, não compensa estar a ficar num hotel ou pousada. Resumidamente, eu adorava ir á RuralCon ou AlgarveCon, mas para estar 6 horas a jogar não compensa fazer 14 horas de viagem (7 + 7)
  2. A data, como já mencionado acima, é importante tentar conciliar novas Cons com as já existentes, eu por mim vou sempre a todas as Con que consigo, mas mesmo com as Con sendo gratuitas há sempre muitas despesas (transportes, comida, estadia, etc). Portanto é bom tentarem ser o mais espaçadas possivel uma das outras, como o Stormrover disse acima, tambem era mais a favor da AlgarveCon ser no Verão Wink que é até quando muita gente consegue tirar férias. Para não falar que entre 20-21 de Maio 2011 (RiaCon) e 18-19 de Agosto 2012 (RuralCon) são quase 3 meses de distância. Por outro lado, marcar a 31 de Março, que fica a 2 semanas de distância do TrincaCon(14 de Abril 2012).
  3. Informação detalhada, e facilidades/incentivos para pessoal vir de longe para um "Encontro Nacional". Este é mais dificil de explicar, mas para começar, quanto mais informação e detalhes tivermos, melhor, tal como opções de estadia, transportes, quais os custos associados (estadia, comida no local, etc), uma das coisas que eu dou os parabens ao João, organizador da RuralCon, é que ele fez de tudo para nos facilitar a vida e assim tornar uma visita a um dos cantos de Portugal muito mais fácil para quem quisesse ir. Confesso que ganhar uma estadia lá à borla num sorteio influenciou muito a minha decisão, mas mesmo sem isso, acho que ia na mesma. Não nos tinhamos que preocupar com onde ficar, quanto ia custar, onde iamos comer, tinhamos boleia para os sitios todos etc. Adorei todas as Cons que fui, mas esta marcou-me especialmente pela dedicação e esforço de apenas uma pessoa que conseguiu encher a Con que por ser a mais "remota" iria ter pouca afluência. Claro que não espero que ninguem vá se oferecer estadias ou oferecer boleia para todo o lado, mas é só um exemplo para servir de inspiração para Cons futuras.

De qualquer forma, digo já que não meti totalmente de parte a ideia de tentar fazer uma visitinha ao Sul e conhecer mais novos "geeks" Laughing e mesmo que não vá nesta (por ser apenas 1 dia e ser muito em cima da hora e em cima da data de outras Con), se continuarem a fazer mais "AlgarveCon" nos próximos anos, irei fazer-vos uma visita concerteza. Até agora só não fui à de Aveiro (tambem por ser apenas 1 dia) mas pelo que vejo mudaram de ideias este ano, portanto sou capaz de completar a minha "colecção de Cons" ehehe

Abraços, parabéns pela iniciativa e boa sorte com o evento.

[quote=Strilar]Informação detalhada, e facilidades/incentivos para pessoal vir de longe para um "Encontro Nacional". [/quote]

Eu confesso que não entendo esta necessidade de se fazerem encontros "nacionais" en todos os cantos do país. Não fará mais sentido afirmarem-se antes encontros "regionais"?

Olhando para o mapa um encontro nacional no Algarve é um pouco absurdo. Um encontro no Algarve não tem que ser local (amantes de jogos de Faro) nem sequem distrital (amantes de jogos do Algarve) mas faz sentido que seja regional e neste caso assumir-se como o encontro de amantes de jogos do sul.

Partindo do princípio de que o encontro decorre em Faro (a tirania das capitalidades!), podem definir-se quatro raios de proximidade:

Primeiro raio, o Algarve propriamente dito; a ideia é que o grosso dos participantes venham daí;

Segundo raio, a região propriamente dita; basicamente adiciona o baixo Alentejo, de Santiago do Cacém para Beja; no fundo divide-se a distância entre Faro e Lisboa em dois, e a região é o que está mais próximo de Faro do que Lisboa;

Terceiro raio, vai até à muito grande Lisboa, ou seja, parte de Tores Vedras, Santarém até Portalegre, em suma, o pessoal que leva umas 4h ou 1/2 dia de viagem a chegar a Faro.

Quarto raio, tudo o que fica fora dos anteriores.

Ora bem, vistas as coisas desta ponto de vista, aqui é que aparece o que é verdadeiramente importante: os raios de ação de uma tal convenção não têm de respeitar a fronteira nacional! Porque raio é que eventos em Portugal são só para portugueses? Do meu ponto de vista uma convenção em Faro (e esta é só um exemplo, o mesmo raciocínio pode aplicar-se a convenções noutros sítios) pode perfeitamente abrir-se a Espanha. Prolonguemos para leste os raios que defini acima:

1º raio, sem alterações;

2º raio, inclui p eixo Ayamonte e Huelva;

3º raio, inclui o eixo Sevilha e Cadiz.

O que é interessante é que uma convenção que se pense nestes termos adquire uma "personalidade" muito própria que a diferencia das outras que existam no país.

Ou será que ainda se pensa que Portugal é Lisboa e o resto é paisagem e que, por isso, não se pode fazer nada que não meta Lisboa ao barulho? Ou será que ainda se pensa que de Espanha nem bom vento nem bom casamento?

1. A diferença entre encontro nacional ou regional está, na prática, no nome. Se formos a ver a % de jogadores em Lisboa, por exemplo, já é, na prática, um encontro mais regional do que outra coisa qualquer.

2. Certamente que os organizadores das convenções em Abrantes, Leiria, Bragança, Porto e Aveiro não acham que Portugal é Lisboa.

3. Pelo menos a convenção de Bragança já divulgou em Espanha. E a de Leiria farta-se de flirtar com os jogadores além-fronteiras.

4. Concordo que uma convenção no Algarve devia apostar fortemente em "pescar" espanhóis.

Sérgio,

Obrigado pelas dicas.


A questão de tentar captar pessoal por terras de Espanha faz todo o sentido, no entanto, apesar da proximidade entre o Algarve e Espanha e da comunidade espanhola no Algarve até ter algum peso, penso não ser muito fácil captar a atenção de "nuestros hermanos", para além do BGG não conheço outro meio onde possamos publicitar os nossos eventos para a malta espanhola. (Se alguém quiser ajudar agradecemos.)

Em relação ao evento que estamos a preparar para 31 de Março, gostaria de deixar bem presente não se tratar de uma "Con", com todo o respeito pela malta da TrincaCon, não seria grande ideia e nem seria justo, trata-se de uma maneira de assinalar-mos "1 Ano de Boardgames no Algarve" e com isso realizarmos 1 dia inteiro de actividades.


Quanto a uma possível AlgarveCon... Quem sabe um dia???
Para já a nossa comunidade de boardgamers ainda é relativamente pequena e resume-se a 25 pessoas nos nossos eventos mensais, no entanto, se continuarmos a crescer penso que poderá merecer algo mais sério.
Na eventualidade de um dia vir a acontecer, decerto que o inicio ou o fim do Verão serão as alturas mais propícias para um evento.

Já agora e para os mais curiosos...
Os nossos eventos decorrem no edifício sede da "Associação Recreativa e Cultural de Músicos - ARCM" em Faro.
A "Associação Recreativa e Cultural de Músicos" é uma entidade sem fins lucrativos que promove a música, teatro e outras actividades culturais no Algarve e que completa este ano os seus 22 anos de existência.
O edificio sede é composto por cerca de 25 salas de ensaio para bandas da região, estudios de gravação, bem como uma sala de espectáculos para 700 pessoas onde decorrem os nossos eventos e temos ainda serviço de bar.

Transportes
===========
A sede da ARCM situa-se mesmo à frente da estação dos comboios e a cerca de 200/300 metros do terminal de autocarros.
Na eventualidade da malta que queira vir do Porto, nem tudo são más notícias. Basta dar uma vista de olhos aos voôs para Faro nas companhias aéreas low-cost...
Se fosse necessário algum transporte ocasional, por exemplo, apanhar algum grupo de boardgames ao aeroporto, penso que a ARCM nos disponibilizaria meio de transporte para tal...

Estadia e Restauração
=====================
Como estamos practicamente no centro de Faro, a restauração e hotéis/residenciais não faltam, no entanto, poderíamos averiguar alguns acordos com a hotelaria e restauração local para um evento de maiores dimensões.

Concluindo, veremos como corre a nossa comemoração do 1º Aniversário dos Boardgames no Algarve, se houver condições e feedback para avançar com um evento de maiores dimesões, logo veremos...

Continuem a fazer os vossos comentários e sugestões.
Obrigado a todos.

Pedro R.

Principalmente se for em Faro :)

Last played:

<

Pessoalmente olho para as convenções como um convite de um grupo local (Lisboa, Porto, Aveiro, Leiria e Abrantes) ou num caso especial de uma pessoa (grande Joao :D - Bragança) aos jogadores do resto do país e mais alem, para irem conviver

Se com isso consegue-se fazer divulgação do hobby, melhor...

Pelo menos é com este espirito que eu olho para a convenção onde participo como voluntário (Lisboa) e é nesse espírito que vou às restantes convenções.

Claro está que cada uma terá as suas caracteristicas próprias que lhe conferem uma individualidade... Mas nas sua base são isto mesmo: ocasiões de convivio para o pessoal conversar e trocar experiencias... isto enquanto se jogam uns jogos.

P.s.: vou ter de ver se dá... mas sou bem menino para dar um salto ao Algarve...

1. Por vezes o Mensal de Lisboa sabe a isso... até tendo em conta a quantidade de encontros descentralizados da cidade que começa a haver (Odivelas, Linha de Cascais e Sintra)

2. Os organizadores da LisboaCON também não acham que Portugal é Lisboa... muito pelo contrário... até porque qualquer convenção é um convite aos restantes grupos para se um amêno convivio.

4. Discordo no "fortemente": Não faz mal nenhum fazer divulgação... mas acho que alvo principal da divulgação deverão ser sempre as populações locais, e os grupos congéneres em segundo lugar (esses sim... nacionais ou estrangeiros)

[quote=stormrover]

2. Os organizadores da LisboaCON também não acham que Portugal é Lisboa... muito pelo contrário... até porque qualquer convenção é um convite aos restantes grupos para se um amêno convivio.

[/quote]

Nem eu disse tal coisa...

[quote=stormrover]

4. Discordo no "fortemente": Não faz mal nenhum fazer divulgação... mas acho que alvo principal da divulgação deverão ser sempre as populações locais, e os grupos congéneres em segundo lugar (esses sim... nacionais ou estrangeiros)

[/quote]

Pronto, ok. "substancialmente " Laughing

Pedro...

25 pessoas num mensal ao fim de 11 meses é muito bom!

Estão definitivamente num bom caminho para o crescimento da comunidade.

Como disse mais acima... vou ver se consigo ir aí celebrar com vocês este aniversário... quem sabe um alicerce para a futura AlgarveCON

Anyways, já agora, e como também músico filarmonico, quem me dera que a banda onde toco tivesse acesso às condições que descreveste :D

Parece-me que estão muito bem apoiados e com uma excelente infrastrutura para organizarem um grande encontro.

Parabéns!

[quote=Asur]

Nem eu disse tal coisa...

[/quote]

Não... mas por vezes a omissão selectiva tem tanta força como a afirmação Wink

[quote=Asur]

Pronto, ok. "substancialmente " Laughing

[/quote]

LOL ...

Opiniões divergentes, nenhuma delas inválidas... Tongue out