Como se organizam os DM?

Para tentar promover a troca de experiências entre jogadores de RPG, gostava de lançar uma pergunta aos demais DM que por aqui se passeiam...
É na realidade algo muito simples, mas que para mim é um quebra-cabeças!

“Como é que vocês se organizam na mesa de jogo?”

Isto é, por trás do DM Screen, como é que vocês gerem o jogo?

Usam blocos de notas? Folhas simples? Grelhas? Bonecos? Smarties?

Eu sou sempre o caos levado ao extremo... presentemente uso um caderno tamanho A5 onde tenho as notas sobre os plots, caderno esse que está sempre atulhado de post-its. Além deste, tenho sempre inúmeras folhas com estatísticas para os bichos, NPC-vilões, folhas em branco para tomar notas e gerir os combates, cópias de tabelas com os resumos dos mods de combate, resumos dos feitiços, montanhas de dados...

Enfim... digamos que por trás do DM Screen a minha mesa parece um bag of holding que entrou em overload... Para além do mais, eu uso screens baixinhos, porque acho que os grandes e altos criam uma barreira demasiado agressiva entre o DM e os jogadores.

Mas confesso que estou a entrar algo em stress com a quantidade de folhas e informação que tenho de gerir...

E quanto a vocês, prezados colegas DM, como é que se organizam para ultrapassar estes problemas existenciais?

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Organização

O meu DM Screen é normal, na verdade são dois antigos, de DD 1, ou ADD, com um de DD3 por trás, para eu ver a info. Gosto mais da imagem dos antigos =:-) Gosto que os jogadores vejam aquilo que eu acho que ilustra melhor o jogo =:-)

Depois tenho um banquinho ou uma cadeira, ao meu lado, onde meto os Core Books e todos os papeis que eu acho que posso precisar, mas que não sao imprescidíveis.

### Por trás do DM screen:

- Um lápis, um afia, quatro canetas de cores diferentes, um conjunto de dados, PostIts para passar info a um determinado jogador, a qual nao quero que todos tenham acesso, e o Godofredo, o meu Red Dragon, comprado numa loja de brinquedos.

- Uma folha dividida em x colunas, onde x é o número de jogadores e NPC's que os acompanham nas aventuras, onde anoto, por baixo dos nomes de cada um (nome do jogador e nome do personagem): Items que têm ou encontram (os que nao estão identificados pelos personagens tem um "?" que é riscado depois de identificarem), gold. (esta folha dura "para sempre")

- Uma folha dividida em x colunas, onde x é o número de jogadores e NPC's que os acompanham nas aventuras, onde anoto a lapis: Iniciativa para aquela aventura, AC, hit points, e outras infos deste genero. (esta folha dura uma sessão ou uma aventura, conforme a necessidade de mudar muita info)

- Um adventure book ou as folhas da aventura que eu criei (totalmente) previamente.

- Um mapa da "aventura", ou copia do mapa se for um Adventure Book comprado. (para riscar e anotar á vontade)

- Uma folha onde anoto os locais por onde vão passando. (para ficar para sempre e ser de facil consulta)

- Uma folha onde anoto os NPC's que vão conhecendo e uma brevíssima descrição de cada um. (para ficar para sempre e ser de facil consulta)

- Uma folha de rascunho que uso para os combates e outras anotações momentaneas (nº de rounds para um spell acabar, etc.)

### Em cima da cadeira:

- Um mapa e descrição do local onde eles estão "acampados" ou a viver (aldeia, cidade, etc). (pode ser mais que uma folha, agrafadas, pois se for uma cidade, todos os edifícios tem definições e "residentes".

- Os Core Rule Books e outros livros que podem ser necessários.

- O resumo das ultimas sessões (que é sempre feito por um jogador diferente por cada sessão)

- Material de suporte: Papel vegetal, tokens ou pedrinhas de enfeite, etc, etc, etc!!!

E acho que é tudo... Se me lembrar de mais alguma coisa, vou editando o post =:-)

Boa ideia abrir esta troca de experiências, parabens.

Abraço a todos!

GM

Eu como GM em qualquer que seja o jogo uso um estilo minimalista. Uma folha de papel para as batalhas mais complicadas e apontar alguns stats e mais nada. Descobri que comigo essa é a maneira que funciona melhor e faz fluir o jogo bastante bem.

----
Then Heaven opened above me
And down Gods' tears came
Lashing away at my skin
My stinking, rotten frame

---- Behold the pain and sorrow of the world, Dream of a place away from this nightmare. Give us love and unity, under the heart of night. O Death, come near us, and give us life!

Separadores

Costumo organizá-los por alturas e recorro muito a separadores. Tens é de ter cuidado com o furador, porque há alguns que gritam. Para evitar isto uso micas. Beijinhos.

Eu tenho um caderninho onde

Eu tenho um caderninho onde meto tudo. Umas folhas com o que me deu na cabeça escrever sobre o mundo (principalmente com mapas anotados), uma folha para a sessão com notas, e uma para a "aventura" que é geralmente um fluxograma de situações anotadas em 1-2 frases, e com mais uma série de situações-surpresa por baixo. O fluxograma é tentativo e tá sempre a mexer, é só para manter alguma cadência lógico-temporal.

A ideia de anotar os NPCs em "relationship maps" ajudou muito a minha organização - anotar bolas com o nome e vaga descrição para cada NPC, e depois ligá-los por setas conforme a relação (eu anoto relações de poder e de amor-ódio). Qdo os jogadores interagem com um NPC, só olhar para aquilo dá N ideias para improvisar o próximo passo da sessão. Se já tiverem situações pré-feitas para "entalar" os jogadores (aquelas que os metem numa alhada com uma série de desfechos possíveis), isso e o R-map cria uma máquina de improvisar aventuras muito, muito produtiva. Pelo menos a mim criou :)

Bom, algumas ideias

Bom, algumas ideias giras!

Feldon, depois de ler a tua resposta... ouch! E eu que pensava que ia para as sessões com mais tralha que um kender!! :)

De facto a gestão das folhas torna-se tramada... para mais quando se é tão caótico como eu, que escrevo tudo em folhas separadas e depois ando com molhos delas com clips!

O meu maior problema é em batalha... sinto-me francamente desolado por ter que - sozinho - gerir tantos bichos... e o facto de não conhecer muito bem o sistema não ajuda nada.
Uma coisa que comecei a fazer recentemente é a criar os meus próprios tokens. Imprimo as imagens dos mostrengos e NPC mauzões em quadradinhos 2,5 x 2,5 cm, os quais depois colo em cartão. Isso tem ajudado bastante a dar alguma "vida" aos combates, e os meus jogadores têm adorado.

Na penúltima sessão até fiz um moinho em cartão para fazermos o grande confronto com os clérigos de Malar-licantropos!! :)))

O problema é que tou a ficar cheio de tokens e não consigo arrumar aquilo tudo. :P

---------------------------------------------------------

"D&D" https://grou.ps/silverymoon

Psygnnosed escreveu: O

Psygnnosed escreveu:
O meu maior problema é em batalha... sinto-me francamente desolado por ter que - sozinho - gerir tantos bichos... e o facto de não conhecer muito bem o sistema não ajuda nada.
Uma coisa que comecei a fazer recentemente é a criar os meus próprios tokens. Imprimo as imagens dos mostrengos e NPC mauzões em quadradinhos 2,5 x 2,5 cm, os quais depois colo em cartão. Isso tem ajudado bastante a dar alguma "vida" aos combates, e os meus jogadores têm adorado.

Já não sou GM de D&D nem de nenhum jogo de combate há algum tempo. Mas jogar boardgames estilo "Descent" e "Tannhäuser" deu-me algumas ideias giras para organização num jogo desse género: cartões dos monstros como tu fazes, cartas para objectos mágicos, cartas para feitíços, etc. Num jogo cheio de regras como o D&D, torna-se bem mais fácil ler a carta que folhear o Player's Handbook para clarificar o poder X. Além do apelo visual :) Se não tens, quase que te aconselho a comprares o Descent para experimentar - como bónus ficas cheio de miniaturas, incluindo dragões e gigantes.

(estou convencido que se vou jogar um RPG de combate preciso de miniaturas, senão toda a organização espacial dos jogadores e monstros fica mto mais complicada)

Aliás, acho que se o D&D 4ª edição não trouxer isso tudo, devia :D

Tools para fazer sessões de RP online

This comment has been moved here.

Organização e planeamento será a nossa arma secreta

A primeira coisa que fiz antes de começar a ser GM de D&D foi comprar O Tapete, este é uma cena bué grande (não sei agora de côr as medidas) que o Philip tinha na loja que tem de um lado quadriculas e do outro hexaculas (ou lá como se escreve um conjunto organizado de hexagonos), que estendo em cima da mesa (regra geral ocupando-a toda) antes de me sentar, depois passo aos jogadores uma caixa onde tenho os meus bonecos de HeroClix para eles escolherem os representativos dos seus PCs.

Durante a sessão tenho sempre numa cadeira/mesa (quando dá) a pilha dos livros de regras, que distribuo pelos jogadores para eles irem consultar e quando tenho dúvidas peço-lhes para consultarem por mim, assim poupo espaço e tempo, o único livro que gosto de ter mesmo à minha frente é o DMG com as páginas da tabela de XP e EL marcadas e o do setting (neste caso Dark Sun, para ver as estatísticas dos adversários), visto ser as que vou utilizar mais frequentemente. Depois há sempre um jogador que vai ser designado O Escriba, ficando com a responsabilidade de anotar as iniciativas para os combates e, já que tem folha à mão, os lootings.

Muitas destas ideias vieram deste tópico que acho muito bom para aligeirar a carga de trabalhos de um GM, recomendo que seja lido até ao fim (sim, todas as 3 páginas hehe).

Normalmente também gosto de planear uma série de encontros genéricos antes da sessão, com base no local/nível onde os PCs estiverem, dos quais posso sempre puxar em caso de dúvida, costumam estar num notepad com o número/tipo de adversários e o respectivo XP total e repartido.

Outra coisa que importante que tenho que ter à minha frente é o resultado disto, para poder ter uma noção dos elementos que vão estar presentes na aventura.

Agora fixe, mesmo fixe, porreiro, supimpa e genericamente útil é o DM Genie, que te permite criar e gerir combates gigantescos sem perder tempo e espaço com folhas, além que trás toda uma outra série de ferramentas úteis para gerir uma campanha e os PCs (todo o processo de level up torna-se muito mais rápido), dá uma vista de olhos pelos screen shots para veres como aquilo é bom. Eu só não uso porque não tenho a oportunidade de ter um portátil comigo durante as sessões, jogar D&D sem suporte informático e coisa do passado hehe.

Daqui a duas sessões (duas segundas-feiras) vou jogar a minha primeira masmorra, por isso devo fazer depois disso um update deste post para essas situações.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

Como o mr RPL disse e muito

Como o mr RPL disse e muito bem jogar D&D sem suporte informático é coisa do passado! :p
E eu diria o mesmo para jogos igualmente crunchies!

Anyway, eu actualmente, o que jogo, uso básicamente 3 folhas A5 por serem mais práticas ou por serem aquilo que tinha à mão quando precisei delas pela primeira vez e umas quantas mãos cheias de dados suficientes para o que der e vier e umas mãos cheias de tokens suficientes para o que der e vier (peças do risco antigo, aquele que tinha comprimidos coloridos em vez de bonecos).

Uma folha separada em colunas, uma para cada jogador e uma para gm onde meto todo o tipo de notas relacionadas com os jogadores e pc's e faço a gestão de recursos.
Uma folha com notas para a sessão seja lá o que isso for, mapas de relações, listas de nomes, ideias soltas, etc e uma folha para tomar notas do q se está a passar na sessão, qualquer tipo de notas, incluindo possiveis valores necessários devido a combate.

Algures não muito longe fica tudo o resto, regras, listas de valores de whatever e afins que raramente são necessárias mas podem vir a dar jeito uma ou outra vez.

[B0rg]
We r all as one!!
We are The Borg. We are Eternal. We will return. Resistance is Futile...

If freedom is outlawed, only outlaws will have freedom.

Obrigado pelo link para o

Obrigado pelo link para o fórum da "Forge", RPL.

 Tinha conteúdos bastante interessantes, nomeadamente um regra que achei muito porreira, a qual transcrevo para aqui para partilhar:

 

Essentially the Let It Ride rule states that a player (including the GM) will only roll once for any given task and the result stands until something significant changes to allow for a reroll.  Let's take an example from D&D.

A player wants his Ranger character to track some bandits.  He begins tracking in the forest and after all the modifiers are added the DC is determined to be a 15.  The player rolls and gets a 17 for a result.  Blam!  The Ranger tracks the bandits.  The GM cannot say... "Okay.  You track the bandit for an hour.  Reroll and see if you can continue to track him."  The Ranger suceeded at the Tracking roll and that's that.  The results "ride".  Now, to continue... The Ranger tracks the bandit to the edge of a bustling frontier town.  The DC of tracking through a busy city is a 20 and not a 15.  The Ranger loses the trail at the city without a roll.  His previous roll of 17 isn't good enough to succeed at a DC of 20.  Neither the GM nor the player can call for a reroll unless something changes significantly.  The Ranger gets a bloodhound to assist, goes up a level, gets magical help, etc would all be changing the situation significantly and allow a reroll.

What this does for things like searching for secret doors is it keeps the game from devolving into "I roll... hmm, failure.  Okay, I try again!"  The player (or GM) rolls once per task or conflict and the result rides.

The rule also protects the player from having the GM continually call for rolls until he gets the result he wants.

---------------------------------------------------------

"D&D" https://grou.ps/silverymoon

Bem, já vi que há por aqui

Bem, já vi que há por aqui quem como eu também leva vários quilos de equipamento para cada sessao :)

Deixa ver, por detrás do meu DM Screen, composto por 1 de segunda edição, outro de terceira, tenho um de 3.5 (sim, tambem prefiro os desenhos dos antigo)

Depois tenho 2 folhas, uma com as stats dos pcs (hp, saves, bab, etc etc) outra com as skills modifiers e languages

Tenho um caderno com apontamentos e referencias aos npcs (nota mental, actualizar e organizar melhor) e locais por onde os pcs passaram ou poderão ir

Outro com ideias que ocorram durante a sessao (quer minhas quer dadas mesmo sem eles saberem pelos pcs)

2 bolsas, 1 com dados (claro...) outra com material de escritorio (caneta, lapis, afia, borracha, etc etc etc)

Em cima da mesa tenho os mapas quadriculados, marcador e apagador (que raramente funciona por isso limpo o mapa em casa com alcool)

Apontamentos para a aventura sejam ideias gerais e pequenos pormenores (o que mais faço actualmente) ou a aventura pre-feita (que já raramente uso)

Em combate:

Um caderno pequeno para assentar hp dos monstros e a porrada que os pcs lhes vao dando (snif snif, my babies!)

Folha quadriculada para assentar iniciativa de toda a gente e as coisas que demoram rounds a passar (paralizes, rages and so on)

Mini folhas de stats com o essencial dos pcs para combates de modo a gerir mais rapido e nao me perder em saber quem é a seguir a quem...

No caso de npcs spellcasters estrategias para primeiros spells e rounds bem como ja estarem com stats modificados para evitar fazer contas durante o combate

Folhas de critical hits e critical misses para aqueles momentos mais divertidos :P

Folha com os Fortune Points para quando der jeito

Material de apoio:

Cadeira ao lado com n core books, em cima o que usei na altura (monstros, DMG, PHB, etc)
Revistas dragons com coisas que uso durante a sessao
Livros de apoio às classes usados pelos pcs
Miniaturas
Caderno com capa dura contendo tudo o que os pcs possuem, desde armas magicas, ate wands (e cargas), aneis, scrolls, etc etc

Bem, nao admire que a mala pese muito, livra!

Demon... é oficial: levas

Demon... é oficial: levas o troféu "Bazar do Cigano 2007" Laughing

 

 Já agora uma pergunta: o que são os "Fortune Points" ?

 

"A minha pátria é a língua Portuguesa!" - F.P.

---------------------------------------------------------

"D&D" https://grou.ps/silverymoon

Psygnnosed escreveu:

Psygnnosed escreveu:

Demon... é oficial: levas o troféu "Bazar do Cigano 2007" Laughing

 Já agora uma pergunta: o que são os "Fortune Points" ?

"A minha pátria é a língua Portuguesa!" - F.P.

Decidi instalar na minha campanha o conceito de Fortune Points, tirado do Advanced Gamemaster´s Guide publicado pela Green Ronin Publishing.

Já tinha tentado anteriormente com os Action Points do Unearthed Arcana publicado pela WOTC, mas não era bem o que eu tinha em mente.

E que tinha eu em mente afinal?

Encontrar uma maneira de que os pcs na minha campanha pudessem safar-se daquelas ocasiões onde morrem por causa apenas de um mau lançamento dos dados, ajudar numa luta em que fiquem à rasca e o lançamento necessário fica aquém do que queriam.

Os action points pareciam-me o necessário para isso, mas… após umas sessões vi que não estavam a dar o efeito que queria e provocavam mais desequilíbrio a favor dos pcs do que apenas ajudá-los em algumas ocasiões.

Assim decidi trocá-los pelos Fortune Points.

Por esta altura já devem estar a pensar, mas que raio são action points e fortune points… Ora bem, os action points são pontos que cada pc tem que pode usar para fazer n coisas que as regras não permitem, desde por exemplo ter um ataque extra assim do ar, como num round poder usar um feat que não possui mas que tem todos os pré-requisitos para o mesmo, etc.

E não era o que eu tinha em mente…

Já os Fortune Points apenas permitem 5 coisas:

- Evitar que um pc morra gastando para isso metade dos fortune points que tenha (no mínimo tem de ter 2) e só uma vez por sessão de jogo

- Rolar 2 dados ao invés de um para um ataque ou um check (gasta-se 1 fortune point)

- Após falhar qualquer lançamento de um D20, gastar 2 fortune points e lançar de novo (apenas pode ser feito uma vez por sessão)

- Lançar de novo o dano de um ataque ou um spell (1 fortune point)

- Perder metade do dano (1 fortune point e apenas uma vez por encontro e na vez do pc)

Tendo em conta que um pc tem apenas 1 fortune point por nível, e só ganha mais um quando passa de nível ou quando realiza alguma acção que o DM (aqui o vosso amigo) acha heróica ou quando a party acaba uma quest ou realiza algo com impacto na campanha, é preciso ter em atenção o número que se tem e onde se gastam. Porque são mesmo pouco e preciosos.

Já os action points estavam a ser muitos e já estavam a tornar-se banais.

Até ver das 2 sessões em que estiveram em jogo gostei de os ver e penso que o conceito de serem preciosos e terem cuidado como os gastam está a entrar neles, excepto claro o Rafa (Diogo) que já os gastou…. LOL

Os outros pelo menos tentaram ficar com os tais 2 que permitem pelo menos evitar por uma vez o abraço da morte, que não sendo eterna em D&D custa um bom bocado… Se custa!

Podes ver este texto também aqui